Blog Comunidade Semana do Linux

 Blog Comunidade Semana do Linux

Playground Java com Docker

Playground Java com Docker

É possivel criar um Java Playground com REPL (Read-Eval-Print Loop) usando o Java 9 num contêiner Docker. Eu demonstro como fazer isso facilmente aqui neste post.

A abordagem adotada aqui, com uso de contêiner Docker, foi motivada pela necessidade de preservação do ambiente Java existente no computador Host já que instalar uma versão Java 9 onde já existe outra versão do Java, tal como o Java 8, pode deixar o ambiente instável, criando problemas para o Desenvolvedor ou SysAdmin.

Motivação

A linguagem Java é uma das mais usadas no mundo pela sua robustez e pelas características de produtividade e qualidade. Não foi à toa que o Google escolheu esta linguagem para criar seu sistema operacional para Telefones (o Android). Antes disso ela já era usada largamente desde telefones celulares até servidores de Internet servindo milhões de transações simultâneas.

Mas não tem almoço gratis! A linguagem é verborragica e espanta muitos programadores. Agora isto está mudando ! O Java 8 já trouxe melhorias incríveis adicionando suporte para Paradigma Funcional e no Java 9 teremos, dentre outras coisas, o REPL (Read-Eval-Print Loop).

O  REPL permite criar um playground para brincar e testar funcionalidades da linguagem. Isto já é comum em Python, JavaScript, Ruby, Swift (que tem o melhor REPL existente atualmente). Agora que temos uma versão inicial desta funcionalidade na versão Java 9 disponível para Download podemos usá-la no dia a dia.

Para evitar que você destrua um ambiente sólido que esteja usando no dia a dia vou ensinar como fazer isso num contêiner Docker. Para tal criei um post no meu Blog e estou postando aqui o endereço para você se aprofundar nos detalhes desta ferramenta maravilhosa que vai aumentar a sua produtividade.

Leia a matéria completa aqui: http://joao-parana.com.br/blog/java-9-no-docker-java-playground-com-repl/

Continue acessando nosso blog para saber mais sobre o Docker e suas integrações!

Como escolher uma distribuição Linux?
15 razões pra migrar para o Linux