Blog Comunidade Semana do Linux

 Blog Comunidade Semana do Linux

Por que ainda as distribuições Linux não ganharam popularidade entre os usuários domésticos?

Por que ainda as distribuições Linux não ganharam popularidade entre os usuários domésticos?

Não é novidade que as empresas estão cada vez mais optando pelo Linux quando o assunto é a escolha de sistemas operacionais, servidores e demais aplicações. O grande motivo desta escolha se resume na economia com investimentos, na segurança e na facilidade de administração.

Mas se o Linux tem trazido tantas vantagens para o setor corporativo, porque ele ainda não ganhou popularidade entre os usuários domésticos?  Veja os detalhes a seguir e entenda o motivo.es de tudo, você sabe o que é uma comunidade?

Por que o Linux não é popular?

Não é preciso ser um especialista em informática ou fazer uma grande pesquisa, para notar que o Linux ainda é um sistema operacional pouco utilizado entre os usuários domésticos. Mas porque isso ocorre, se o Linux é um sistema operacional gratuito, seguro e que está em constante evolução?

O grande motivo do Linux ainda não ter se popularizado entre esta categoria de usuários, está em um antigo conceito negativo criado em torno deste sistema operacional. Isto porque as primeiras versões do Linux exigiam conhecimentos avançados dos usuários e neste caso, muitas pessoas ainda o veem como um sistema operacional complicado e graficamente desinteressante. Portanto, ainda é comum muita gente assimilar o Linux a algo recomendado somente para profissionais de informática.

Mas os motivos não param por ai. Desta forma, separamos algumas razões pelas quais o Linux ainda não se popularizou entre os usuários domésticos. Veja:

Razões para o Linux não ser popular entre os usuários domésticos

Algumas razões pela qual o Linux ainda não é popular entre os usuários domésticos são:

  • Falta de conhecimentos sobre o sistema operacional (como utilizar, como realizar qualquer atividade);
  • Dificuldades com possíveis termos técnicos;
  • Falta de diversificação em materiais explicativos na internet (vídeo-aulas, artigos, tutoriais, entre outros);
  • Limitações do sistema operacional para executar programas conhecido. Exemplo: pacote Adobe, Evernote e alguns jogos;
  • Comodidade, já que a maioria dos computadores já vem com o Windows instalado e neste caso, as pessoas não desejam ou não se interessam em migrar para o Linux;
  • A maioria dos cursos profissionalizantes para iniciantes, ensinam os alunos a utilizarem o Windows e não o Linux. Desta forma as pessoas deixam de ter contato com este sistema operacional em seus aprendizados.
  • As pessoas estão cada vez mais sem tempo para aprender a usar novas ferramentas e possivelmente esta também é uma barreira que tem impedido o Linux de se popularizar;
  • A Microsoft e a Apple investem fortemente no marketing de seus sistemas operacionais para promoverem sentimentos ao seu público e assim estes acabam deixando o Linux de lado.

A grande maioria dos usuários domésticos preferem a comodidade do Windows ou OS X, pois todas as atividades que eles precisam, podem ser facilmente executadas através de simples cliques, ou em casos de dúvidas, é possível encontrar facilmente dicas e tutoriais explicativos na internet.

Por outro lado, pode-se destacar que o Linux tem evoluído muito nos últimos anos para atender as necessidades dos usuários domésticos. Uma prova disso são as distribuições Ubuntu e Mint que que trouxeram características gráficas mais amigáveis para os usuários. 

Já se foram os anos em que o Linux era considerado um sistema operacional complicado de usar e gerenciar. Mas para que seja quebrado este conceito negativo ainda presente entre os usuários domésticos, é preciso que haja maiores estímulos com a criação de materiais, fóruns, blogs, vídeos aulas e demais recursos que demonstre o grande valor que o Linux possui em relação ao Windows e as grandes vantagens de contar com um sistema gratuito que esta evoluindo constantemente para atender aos usuários.

E você, utiliza o Linux em seu computador pessoal? Compartilhe conosco suas experiências, comentando abaixo:

Robótica com GO
Segurança da Informação - Família ISO 27000

Artigos Relacionados