Blog Comunidade Semana do Linux

 Blog Comunidade Semana do Linux

O Brasil e o Linux (grandes contribuições brasileiras na comunidade Linux)

O Brasil e o Linux (grandes contribuições brasileiras na comunidade Linux)

A americana IBM inaugurou no Brasil dois "centros técnicos inteiramente dedicados" ao sistema operacional livre e aberto Linux. A primeira para um grande fabricante de computadores. 

Com sede em São Paulo, eles estão vinculados a um acordo entre o governo brasileiro e a IBM, com o objetivo de desenvolver tecnologias e expertise em Linux, em benefício do setor público brasileiro.

Brasil e Linux

O Linux é um sistema operacional baseado em Unix, que por sua vez compete com sistemas Unix proprietários (incluindo o AIX da IBM) e a família Windows da Microsoft. É desenvolvido por uma rede mundial de programadores que compartilham livremente seus softwares, sob licença de usuário que garante a não apropriação de inovações (licença GNU / GPL). 

Este sistema operacional foi calorosamente recebido em várias agências governamentais em todo o mundo, incluindo alguns estados americanos .

Este estabelecimento na América Latina não é apenas uma questão de promoção desinteressada; ele responde a uma estratégia de negócios da IBM. Um dos sites abrigará um escritório para o Linux Integration Center (LIC), criado pela Big Blue para ajudar os clientes a executar software IBM no Linux - como seu banco de dados DB2 e Websphere e-commerce. 

Outros escritórios da LIC já estão estabelecidos em Pequim, Cingapura, Tóquio e Boeblingen (Alemanha).

O segundo site é um Linux Technology Center (LTC), uma divisão da IBM que emprega programadores para trabalhar no sistema operacional. A missão do LTC brasileiro será treinar desenvolvedores para melhorar o kernel, o coração dos sistemas operacionais Linux.

Algumas vantagens do Linux

  • É grátis, você pode carregar tudo por ftp ou comprar cdroms . Geralmente é entregue com uma grande biblioteca de livre programas (daí os vários CDs), muitas vezes em " GNU Public License".
  • Funciona em dez plataformas, incluindo o mais clássico PC e Power-PC.
  • Permite um servidor de e-mail, notícias, ftp, drives para windows e mac , web , nfs, firewall etc.
  • Ele trava tão raramente (menos de uma vez por ano na minha casa ), que quando sua máquina trava, há mais chance de que seja do hardware do que do Linux.
  • Há uma assistência mútua muito boa entre os usuários;
  • Existe uma grande quantidade de documentação gratuita, desde os primeiros passos no Linux até a configuração de um firewall .
  • Ele é rápido.
  • É multitarefa preemptivo (na verdade), 32 bits (64-DEC / ALPHA), multiusuário e suporta X-Windows . Por exemplo, isso permite, se você tiver várias máquinas, conectá-las em uma rede de forma a ter uma máquina como servidor e as outras como simples terminais X. Por uma potência equivalente, fazemos uma grande economia (tempo, 'dinheiro, etc.).
  • Ele é muito sociável  : ele pode conviver com outro SO, ele pode ler e gravar disquetes e discos rígidos em vários formatos: FAT16 / 32 (dos & win95 / 98), NTFS, mac etc. . Da mesma forma para a rede: internet, netware (IPX), appletalk, AX25, mas não NetBEUI (windows).
  • Existem emuladores que permitem ao Linux rodar programas feitos para mac, windows, DOS, SCO, SVR3, SVR4, Atari etc. Mas ainda não existe um bom emulador gratuito para Windows 95 e superior.

Tem um potencial de desenvolvimento muito bom 

Mais e mais pessoas estão usando e desenvolvendo para o sistema Linux. As fontes são abertas o que permite evoluir muito rapidamente tanto em inovação como em correção de bugs.

Está em conformidade com os padrões (POSIX, IPv6) das organizações de padronização e não tenta propagar "padrões de facto" para monopolizar o mercado. É uma evolução baseada na demanda do usuário e não uma estratégia de marketing monopolista.

guia de distros linux

Curtiu conhecer mais sobre o mundo Open-source? Acompanhe o blog Semana do Linux.

Usando Fit e Github para projetos Opensource com a...
A história do Android

Artigos Relacionados